Hero.

>É tão interessante como as coisas na nossa vida acabam mudando completamente. O que era essencial se transforma em fútil num processo tão rápido de mudança conceitual.
Não é a vida, não sou eu, não são as pessoas, não são as situações nem os momentos…
As coisas simplesmente mudam, mudam de lado, mudam de opinião… Coisas podem ter opinião?
É que as mudanças chegam tão de repente, tão sem porque…
Até antes de ontem eu tinha uns 12 anos e brincava de esconde-esconde, mas pelas minhas contas agora eu tenho quase 30… Que absurdo!
Porque não me deixaram nos meus 12 anos? Porque me deixaram crescer? Porque?
A vida agora me cobra uma responsabilidade que eu não pedi pra ter.
Tudo bem que tenho um pouco (bem pouco) mais de liberdade, mas não compensa…
Daí, as crises de choro, as melancolias entre conversas (ou tentativas) de desabafar com alguém que nem conhece a gente. Onde eu fui parar?
É, dizem (e me disseram agorinha) que só nós podemos nos salvar… Mas nesse caso eu vou ficar com a Regina Spektor…

“I’m the hero of the story… Don’t need to be saved”

Beijos Lexotan!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s