E eu disse não…

>Disse não!
Ao mundo novo que me aparecia no canto da janela do avião. Fiz o que não devia fazer. Deixei o que não deveria deixar acontecer. Marquei com uma faca quente, deixando uma cicatriz.
Disse não!
Não ao novo, totalmente novo… Mas o medo é um sentimento ambíguo em demasia.
Me dê o medo para que eu tenha coerência de fazer sem achar que sou super, mas nunca para desacreditar que é possível.
Disse não!
Não é possível, não é provável… Não é! Fique na Terra do Nunca.
Disse não!
E não pretendo voltar na decisão.

Beijos negativos*

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s