A Batalha do PV

O Comandante Alvinegro

Eu tenho a sombra e a luz dentro de mim.

Eu carrego no coração e na memória a dor da história.

Eu já fui fome, sede e miséria…

Eu, hoje, sou a força do que, caído, luta para ficar de pé.

Eu sou o motivo da zombaria dos fracos.

Eu sou o aparente pequeno. Eu sou o surpreendente pequeno.

Eu sou o suor, as lágrimas e os sorrisos.

Eu clamo pela sobrevivência.

Eu luto pela sobrevivência.

Eu acredito na sobrevivência.

Eu sou o grito da multidão e a pintura no rosto.

Eu convoco para a batalha.

Eu vejo a multidão.

Eu sinto a multidão.

Em meus pés, o sonho de muitos.

Em meu peito, um só desejo…

Eu sou a corrida mais ágil, a vontade incessante.

Eu sou o destemido.

Eu não temo a guerra e nela, mostro meu valor.

Eu sou o guerreiro que, ferido, ainda luto e acredito.

Eu sou Ceará!

Foto: Jornal O Povo

Anúncios

2 thoughts on “A Batalha do PV

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s