O onde e o quando misturados!

Lock backgroundA natureza inata do homem de se comunicar e viver em grupo fez com que ele atravessasse os milênios. O mundo das ideias se fez presente em cada descoberta da humanidade desde a pré-história até os tempos atuais. A busca pelo conhecimento e a necessidade de expandi-lo, testá-lo e de ter o reconhecimento da comunidade por essas descobertas fizeram com que os homens inventassem meios de propagá-los. Vencer a barreira do tempo e do espaço sempre foi um dos maiores desafios da humanidade e difundir informações para um número cada vez maior de pessoas, um sonho.

As grandes invenções traçaram o caminho da humanidade e as descobertas ampliaram os limites dos sonhos, reduziram distâncias e encurtaram o tempo. A tecnologia transformou as relações do homem com seus semelhantes, com as máquinas e com as comunidades. Os meios de comunicação de massa e a indústria cultural passaram a ditar o comportamento e a opinião pública redesenhou a política e novos conceitos surgiram como a inteligência artificial, a cibercultura e as cidades “virtuais”, fazendo aparecer assim o ciberespaço, fazendo com que a tecnologia imprimisse no homem uma forma quase que instantânea de transmitir e receber informações.

As tecnologias de comunicação mudaram a forma com que o homem enxerga e se relaciona com a cidade. Tais mudanças acabaram por gerar conflitos de opiniões entre estudiosos e intelectuais da área. Alguns desses intelectuais e analistas diziam que as cidades estariam fadadas ao fim levando em consideração o fato de que as pessoas abandonariam as suas relações de proximidade e suas inserções no espaço urbano com o objetivo de viver uma vida virtual, fato este que não ocorre atualmente com tanta ênfase. Existindo antes inserções de processos cibernéticos no espaço urbano.

A internet, ao contrário do que se imaginava, uniu pessoas com interesses comuns ao redor do mundo. Transformando todo o conceito de espaço em algo completamente novo.

*Trecho retirado do artigo “O Sentimento de “Lugar” em Tempos de Fluxo. Uma Reflexão Sobre o Aniquilamento do Espaço Pelo Tempo”

**Trabalho apresentado por mim, no DT01 Comunicação e Culturas Urbanas da Mostra Científica de Comunicação da XXI Semana de Comunicação da Universidade Federal do Ceará (UFC)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s