Só o Google surpreende tanto

googleMais uma ferramenta apaixonante do gigante da internet: Google, está no ar!

Dessa vez, ele flecha o coração dos apaixonados pela boa música [como eu] e lança o Music Timeline. Um infográfico que exibe a linha do tempo do mercado de música norte-americana, incluindo os gigantes do Jazz e do Rock de diversas épocas.

Foram 64 anos de música pesquisados a fundo, para classificar gêneros e décadas, que vão de 1950 até 2010 e os artistas e bandas variam de acordo com os períodos escolhidos. Genial!

E pra quem curte o design das capas dos álbuns, elas também aparecem de acordo com a escolha do usuário pelo estilo e pelo ano.

Só o Google mesmo pra surpreender a gente assim, né?

Com uma notícia dessas, a semana não tem como ficar ruim!

Anúncios

Reeeeeei, Cartola!

Hoje senhores, peço licença para reverenciar um alguém a quem quase idolatro, admiro por demais, me arrepio ao ouvir…
E apesar do atraso da data de seu nascimento, gostaria de homenagear o magistral Angenor de Oliveira, mais conhecido pela ilustre alcunha de Cartola.
Sim, meus ilustres leitores, o nosso Cartola. Um dos grandes tesouros musicais que o nosso país já viu nascer.
A história da vida de Cartola não tem muita diferença da história de milhares de pessoas carentes e nascidas na boemia do Rio de Janeiro.

Continue a ler Reeeeeei, Cartola!

De onde vem a música?

Leitores, queridos… Hoje está frio aqui em SP e eu resolvi escrever sobre um assunto que eu adoro e que, exatamente por isso, é recorrente neste blog… MÚSICA!!!

Imagino que nem todos gostem das minhas opiniões sobre o assunto, mas vou deixá-las aqui mesmo assim.

Bom, a “inspiração” para esse post surgiu quando eu me vi questionada sobre música boa ou ruim, ou quando uma música pode ser considera boa ou ruim. Concluí recentemente que música não pode ser nunca qualificada dessa forma e pretendo discorrer sobre o motivo dessa minha conclusão aqui.

Continue a ler De onde vem a música?

A musa da Bossa Nova

Dr. Jairo Leão e sua mulher, dona Tinoca, eram do Espírito Santo, mas foi no Rio que sua carreira de advogado teve êxito. Tinham duas filhas: Danuza, a mais velha, e Nara, que nasceu em 19 de janeiro de 1942 e foi para o Rio aos dois anos. Tinha quatorze quando a Bossa Nova entrou na sua vida. Era 1956. O “Cursinho de Violão” recebeu uma nova aluna: Nara Lofego Leão.

Continue a ler A musa da Bossa Nova

Divas

>

Amigos, amigas… Meus leitores queridos!


Esse humilde blog está perto, bem perto de completar o seu primeiro ano de vida.
Lembro de como comecei, do meu amigo Bosco me dando a maior força e sendo o meu primeiro comentarista!
Lembro do dia em que descobri que não tinha apenas 133 visitas e sim 1150!

Continue a ler Divas

30 dias de música – O desafio 30º dia

Sua música preferida nessa mesma época, ano passado.


Aeeeeeeee,
Finalmente chegamos ao final desse incrível desafio.
Para mim, foi uma viagem…
Lembranças, confissões, risadas  e muita diversão nesse desafio peculiar!
Quem quiser pode fazer o seu próprio e pegar as instruções aqui.
Espero que vocês tenham gostado como eu gostei.
E agora deixo aqui a música que gostava nessa mesma época, ano passado do incrível ‘Brandford Marsalis Quartet’!

Continue a ler 30 dias de música – O desafio 30º dia

30 dias de música – O desafio 29º dia

>

Uma música da sua infância.


Gente, agora vou morrer de vergonha…
Sim, eu ouvia XUXA.
Agora espero que vocês não se importem de ouvir essa música.
Gente, essa música me fez lembrar do cachorrinho que tinha aqui na vizinhança… O xuxo (que tinha esse nome por causa da música, claro).
Foi uma comoção quando ele ‘sumiu’… E toda vez que alguém ouvia essa música rolava aquela deprê de criança. Muito tosco. Hahahahaha!
O mais legal é que ela canta pior do que tudo e ainda chora quase no final da música e isso deixava a gente mooooooorta de comovida. 
Tá mais perto do que longe galera.




“Meu cãozinho Xuxo”
Xuxa