A Batalha do PV

O Comandante Alvinegro

Eu tenho a sombra e a luz dentro de mim.

Eu carrego no coração e na memória a dor da história.

Eu já fui fome, sede e miséria…

Eu, hoje, sou a força do que, caído, luta para ficar de pé.

Continue a ler A Batalha do PV

Auto-ajuda…

Ok, ok meus leitores, eu mereço vááárias chamadas nada delicadas por deixar todos vocês sem meus malucos pensamentos e estou aqui para receber todas as 50 chibatadas! Apesar de tal castigo, gostaria de compartilhar um pensamento com vocês, hoje…

Eu estava fuçando todas aquelas novidades que apareceram hoje no facebook quando percebi a quantidade que a maioria das publicações que eu acompanhava tinham um “quê” de auto-ajuda. Sempre citando exemplos de superação, sempre com palavras estimulantes, entre outras coisas… Então eu, que nunca morri de amores por essa corrente literária, me deparei com um sem número de conteúdo desse tipo.

Continue a ler Auto-ajuda…

Aqueles 400 metros

Olá meus caros…

Hoje quero deixar uma história que talvez voces já conheçam (ou não)…

O fato é que eu só descobri essa história só agora e gostaria de compartilhar.

Espero que vocês gostem e tirem algumas lições, como eu fiz… Aproveitem!

“Nas Olimpíadas de 1992, em Barcelona, estava para ser dada a largada da Semifinal da Prova de 400 Metros Rasos Masculina. A disputa prometia ser acirrada! Entre os corredores estava um jovem inglês de nome Derek Redmond. Seu sonho era, provavelmente, o mesmo dos demais competidores que se alinhavam na linha de partida: SER CAMPEÃO!

Dada a largada, os competidores disputavam passada-a-passada a vaga para as finais. Derek vinha com boas chances de classificação; seriam segundos decisivos na vida de quem treinou muito, se preparou, passou dor e cansaço, mas estava ali para fazer valer o esforço de uma vida de dedicação.

Porém, a vontade de Derek era “extra”, pois depois das Olimpíadas de Seul, quatro anos antes, o atleta havia passado por cinco operações em ambos os tendões de Aquiles, se recuperar em tempo de estar ali correndo, como os outros, atrás de um sonho.

Porém, pouco depois da largada, seu tendão direito se rompeu. Derek foi ao chão, sentindo muita dor. Era o fim da corrida para ele. O sonho tinha escapado por entre seus dedos e agora restava somente a forte dor. As câmeras não focalizaram Derek caído, mas sim o campeão Steve Lewis, que completou a prova em 44s50.

Determinado a concluir a prova, ele se levanta com muita dificuldade e, saltando sobre um dos pés, retoma a corrida, obviamente sem a menor chance de classificação. Foi quando seu pai, Jim Redmond, de 49 anos de idade, desceu a arquibancada, escalou a divisória e saltou para a pista antes que qualquer fiscal o pudesse impedir, alcançando seu filho.

A multidão – em pé – começou a aplaudir ao perceber que Derek estava participando da corrida da sua vida. O jovem corredor apoiou sua cabeça no ombro direito do pai, e juntos eles percorreram o que restava da pista até a linha de chegada, sob os aplausos de incentivo da multidão de espectadores.”
Achei a história aqui!

Curtam o vídeo também!

Bom, é isso…
Acredito que podemos tirar boas lições dessa história!
Sonhos, projetos, metas, ideais, objetivos… Chame como quiser! O importante é não desistir…
Sempre tem alguém que acredita em você, nem que seja VOCÊ!

Bjinhos =*

Recomeçar…

>

Não importa onde você parou… Em que momento da vida você cansou.
O que importa é que sempre é possível e necessário “Recomeçar”.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo… É renovar as esperanças na vida e o mais importante, acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado…
Chorou muito? Foi limpeza da alma…
Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia…
Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos…
Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora…
Pois é, agora é hora de reiniciar, de pensar na luz, de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um corte de cabelo arrojado. Diferente?
Um novo curso…ou aquele velho desejo de aprender a pintar, desenhar, dominar o computador ou qualquer outra coisa.
Olha quanto desafio, quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho? Besteira…tem tanta gente que você afastou com o seu “período de isolamento”. Tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para “chegar” perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem nós mesmos nos suportamos, ficamos horríveis. O mal humor vai comendo nosso fígado, até a boca fica amarga.

Recomeçar… Hoje é um bom dia para começar novos desafios.

Onde você quer chegar? Ir alto, sonhe alto, queira o melhor do melhor, queira coisas boas para a vida…
Pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos. Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos.
Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é hoje o dia da faxina mental. Joga fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas tristes.
Fotos, peças de roupa, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados. Jogue tudo fora, mas principalmente,
esvazie seu coração. Fique pronto para a vida, para um novo amor…

Lembre-se somos apaixonáveis, somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes, afinal de contas… Nós somos o “Amor”.

“Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.”

CDA.

Bandeira…

>

As bandeiras são símbolos importantes em cada lugar… Bandeiras servem para identificar países, estados, municípios e até uma família tradicional de acordo com suas ‘leis'(segundo o wikipédia). Ainda, segundo o nosso amigo conhecedor de tantos assuntos (wiki), vexilologia é o nome do estudo das bandeiras e das suas simbologias.
Bandeiras são interessantes porque elas representam sempre alguma coisa através dos seus símbolos.
Então, hoje eu resolvi escrever sobre bandeiras porque apesar de ser um assunto que eu, de fato, não domino, eu me sinto como uma ‘porta-bandeira’ daquelas de carnaval…
Levando pela avenida a bandeira mais linda. Com meu coração estampado nela. Com a alegria grudada no rosto. Com o ar característico dos vencedores.
Eu vou, pela avenida dessa minha vida, e agora, cada vez mais certa de que eu sou capaz de fazer o que eu quiser.
Só tenho que agradecer… Deus, o meu Deus. Vivo, Forte, Poderoso, do Impossível. Àquele que me fez acordar todas as madrugadas pra trabalhar e sentir o ‘red bull’ Divino na veia!
A minha força vem Dele, certamente.
Sem Ele, seria impossível levar essa bandeira, meu amigos!


*Nota para a alegria, satisfação, euforia, graça e tudo o mais…

E você? Que bandeira tem levado?

Beijos apoteóticos =*

Empreender(-se) é preciso!

>Então meus queridos leitoresamigos…

Cá me apresento novamente, depois de mais um longo e tenebroso inverno, para dar-lhes uma notícia que é, para mim, de extrema importância.
A partir do dia 11/09 do corrente ano, esta que vos ‘fala’, passará da qualidade de empregada para EMPREENDEDORA.
Sim, eu estou montando uma empresa… Bem verdade que uma empreSINHA de quase nada. Mas tem uma importância gigante e é minha e ninguém tasca.
Eu estou realizando um sonho antigo e com muita satisfação digo que estou bem cansada, mas simultaneamente animada e consciente de que essa guerra apenas começou.
Para tanto, gostaria de deixar com vocês umas poucas reflexões sobre tal experiência.
O que eu tenho vivido nesses últimos tempos é bem fácil de saber… A questão é DESCREVER como isso tudo é tão incrivelmente bom.
A sensação de capacidade, de criatividade, de saber que o que você faz é algo que todos se agradam é indescritível, realmente.
Tenho exercitado tantas qualidades que eu nem mesmo lembrava que tinha. Chego a me assustar.
É maravilhoso saber que se é capaz… Capaz de qualquer coisa, desde que se dedique!
E aqui é onde eu quero me ater… DEDICAÇÃO!
Dedicação é um lance interessante e para saber se eu tenho me dedicado às minhas reais prioridades, sempre me faço algumas perguntas que considero importantes para descobrir se estou no ‘caminho certo’.
Uma delas seria “O que detém a minha dedicação ultimamente?”
Atualmente, eu responderia: A minha empresa nova, é claro!
Mas não seria coerente dizer que me dedico somente à empresa. Tenho amigos (bem poucos, mas tenho)que são como irmãos pra mim e uma família que me mostra a cada dia o quanto eu sou importante e que tem me surpreendido sob os aspectos mais inesperados.

(Pai, o cara mais desenrolado que eu conheci até hoje… Com ele não tem tempo ruim pra absolutamente nada e apesar dos erros do passado, hoje eu vejo claramente um cara que se esforça pra fazer as coisas melhores)
(Irmão, o cara mais companheiro desse mundo. A pessoa que NUNCA vai sair do meu lado, mesmo quando os que me antecederam não estiverem mais por perto)
(Mãe, a MAIOR representação de amor, dedicação, desprendimento, integridade, lealdade. A pessoa mais importante desse e de todos os mundos… Ninguém a supera, ninguém! É o sentimento mais incrivelmente forte. A fortaleza, o suporte, o socorro, a ajuda… Vida!)

Enfim, tenho me dedicado a descobrir coisas, sentimentos, capacidades, pessoas e sentimentos que jamais pensei que existiam.
Então, diria eu que dedicar-se é como descobrir-se, conhecer-se.
Adoraria fazer com que cada um que lê isso pudesse sentir o gosto dessa ‘liberdade’.
Não posso dizer que tenho ou sou tudo que gostaria, mas posso dizer, convicta, que me sinto feliz de olhar o meu reflexo no espelho e ver no que/quem me tornei.
Garanto, meus queridos leitoresamigos, estou tranquila comigo, estou em paz comigo, não tenho angústias, não tenho insônias nem muito menos medo do que vem pela frente.
Hoje me sinto forte o bastante pra enfrentar seja lá o que for.
Certa feita, um anjo com cara de palhaço me disse que eu era a ‘Lou-Salomé‘ da história. Em assim sendo, seguirei à risca os seus ensinamentos:

“Ouse, ouse… ouse tudo!!
Não tenha necessidade de nada!
Não tente adequar sua vida a modelos,
nem queira você mesmo ser um modelo para ninguém.
Acredite: a vida lhe dará poucos presentes.
Se você quer uma vida, aprenda… a roubá-la!
Ouse, ouse tudo! Seja na vida o que você é, aconteça o que acontecer.
Não defenda nenhum princípio, mas algo de bem mais maravilhoso:
algo que está em nós e que queima como o fogo da vida!!”

Lou-Salomé

Aqui a letra dessa música mais que oportuna para o momento!!!

Termino este post deveras íntimo com a seguinte frase:
Nunca, e eu repito, nunca deixem que as tristezas, decepções, angústias ou fatalidades dessa nossa vida que não é justa afetem a capacidade e a força de vontade de vocês.

Nós sempre podemos ser melhores!

***Beijinhos algodão-doce